Importância da armazenagem na agricultura

Importância da armazenagem na agricultura. No processo de produção agrícola, há uma etapa que diversas vezes, é deixada de lado,  principalmente quando se é pequeno ou médio produtor. Trata-se da armazenagem. Mas esse é um investimento que pode fazer toda a diferença no seu negócio.

Mais que somente estocar grãos, a armazenagem (silo) é um processo completo, garantindo a qualidade da produção e proporcionando mais controle para quem produz. Dessa forma, reduzindo o desperdício e aumentando o seu lucro.

Importância da armazenagem na agricultura

Antes de tudo, a armazenagem é fator pontual para que o produtor rural tenha as condições mais adequadas para manter a qualidade dos seus produtos, permitindo maior autonomia na comercialização da produção.

Aliás, é um dos itens da pós-colheita que deve ser visto com prioridade. Afinal, reduz as perdas da produção e contribui na melhoria da renda do produtor.

Pioneira em sistema de costura portátil no Brasil

Desde sua fundação, após ter identificado a crescente demanda por máquinas portáteis para fechamento de sacarias, a WAIG desenvolveu, produziu e lançou no mercado a W-1, sua primeira Costuradora Portátil.

O modelo pioneiro acompanhou a progressão tecnológica, evoluindo para versões mais sofisticadas e versáteis, conforme as exigências do mercado. E a partir de 1980 a WAIG incrementou sua linha de produtos com o lançamento de Balanças Ensacadeiras, Esteiras Transportadoras, Sistemas de Costura e Soldadoras para termoplásticos, uma estratégia de sucesso garantida pelo compromisso de entender e atender às necessidades dos clientes.

Empresa 100% brasileira com 50 anos de história

Presentes no setor agrícola há 50 anos, as máquinas WAIG são presentes em todo Brasil e exportadas para a América Latina, América Central e África. Uma presença consolidada por produção permanente de peças de reposição, garantia para todos os componentes e assistência técnica efetiva.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *